segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

5 letras,2 vidas

Ele sentou na calçada tão triste
Olhou ao redor, se viu e chorou
Ele era como uma parte de sua casa
Não sei bem qual era
Talvez a torneira, a telha velha e rachada
De dentro de seus mistérios 
De cabeças de santos e cantos
Se via ao longe o caminho mais puro,
Ela cansou de esperar e pulou o muro
Olhou as chaves na parede, se viu e chorou
Ela era como o mundo inteiro
Não sei bem ao certo
Talvez o medo de ficar, segredo a revelar
De dentro de seus sonhos 
De corpos vazios e frio
Se via tão perto,impedida de chegar.
O que os separava era apenas uma calçada
Duas janelas e um pôr-de-sol.
E ele começou a buscá-la
E ela só queria a segurança da paz.

Um comentário:

  1. Queria escrever coisas tão lindas quanto as que vc escreve! Amei!

    ResponderExcluir